quarta-feira, 11 de abril de 2012

VOLTEI!

EU ESTOU VIVA AMORES!

Huahuahua

Bom, primeiro, quero pedir desculpas por esse sumiço aloka meu. Eu me afastei por motivos pessoal e também porque andei ocupada com algumas coisas ai, como escola e o blog da Jenny, o Evolution.

Enfim.

Mais tarde ou amanhã tem postagem!

BEEEIJOS :*

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Primeiro dia de aula! *-*


Yo yo minna!

Como a maioria sabe, hoje foi o primeiro dia de aula nas escolas públicas (acho) e é o meu caso. Hoje foi meu primeiro dia de aula.

Foi legal e engraçado. Encontrei amigos e colegas do ano passado. Tive surpresas nada agradáveis, mas nada que com o tempo eu acostume com a ideia. =D


terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

#2

Resenha vindo ai! Aguardem! 
(=

Eu li: Lonely Hearts Club!

Yoo minna!!

Como vão?

Bom, como prometido, aí está a resenha. Esse ano eu resolvi fazer isso no blog. Não que ele vá se tornar um blog sobre livros, mas vou fazer pequenas resenhas e postá-las aqui sobre os livros que andei/ando lendo.

E vamos à primeira resenha do ano: Lonely Hearts Club.

CONTÉM SPOILER!

Logo de cara, quem conhece a banda - a qual citarei mais tarde -, pensou que era sobre. Não é meus caros. Bem que seria interessante se fosse sobre, mas ainda pretendo ter um livro sobre eles.
"Mas por que essa banda?", vocês devem estar se perguntando. É provável que a autora é super, hiper, mega e loucamente fã de Beatles, porque a personagem principal é, e é inspirada nele ela cria um clube. Estarei explicando o porque.

A capa eu achei linda e muito criativa. A Intríseca conseguiu fazer os meus olhinhos brilharem ao vê-la. E é essa aqui! ←

Bom, vamos ao livro.

A história é bem adolescente e real. Logo de cara você percebe isso. O que amei nesse livro porque me identifiquei muito. A autora conta sobre Penny Lane Bloom - Tirando o Bloom, Penny Lane é nome de uma música dos Beatles - e seus caso amoroso frustrado. Logo de cara você fica com pena dela e chega até chorar, como eu, por causa de um caso frustrado. A partir daí, ela monta um clube, o Lonely Hearts Club.

O por que do clube?

Bom, ela declara que para ser feliz, não precisa de um namorado e acaba criando o clube com esse nome. Não se espantem meus leitores. Eu também aderiria a ideia se ele relmente existisse perto de mim. O clube é formado por meninas e têm suas regras. Primeiro ela tenta convencer Tracy, sua melhor amiga, a entrar no clube. Tracy é uma menina de personalidade marcante e uma das personagens que mais amei depois de Penny. Ela, Tracy, tem uma lista de pretendentes e quando não dá certo, ela risca o nome do cara de lá. O que eu acho uma perca de tempo. Enfim. Penny não consegue trazer Tracy para o clube, mas Tracy acaba entendendo a melhor amiga.

Com o tempo, vem o começo das aulas e o encontro com os velhos conhecidos colegas de escola e classe. Nesse dia ela reecontra uma EX-melhor amiga e seu namorado. A EX - Diane - fica feliz ao ver Penny, mas ela não se convence de que essa felicidade é verdadeira, já que Diane a trocou por um namorado. Elas têm uma conversinha básica e marcam de sair.

O namorado de Diane é Ryan Bauer, o típico menino bonito, popular, atleta e com boas notas. Ele e Penny têm uma amizade de longa data e se falam sim. Rayan é uma das personagens que mais amei também. Ah, é clichê entre todas as meninas gostar dos populares. Não é o que acontece comigo, mas esse foi um caso à parte.

clique na imagem para ler.



Enfim.

O dia letivo se passa e o encontro entre Diane e Penny finalmente chega. Nesse encontro temos uma surpresa e tanto, a qual não vou contar porque se não meio que estraga o suspense do livro. E é a partir dessa surpresa que o clube deslancha. Não é uma coisa ruim, garanto.

O clube está indo de vento em polpa, até que Penny se vê vítima das próprias ideias, vendo-se apaixonada por Rayan Bauer. Ora, não pensem que ela traiu Diane. Só lendo o livro para saber porque eu não vou contar.

Bom, esse é um pequeno resumo que eu fiz do livro. Não TÁ BOM, mas dá pra deixar na curiosidade, sim?



É isso.

Beeeeeeijos :*